O Ministério da Reconciliação: um basta à herança de divisões