Os diferentes relacionamentos conjugais

Um comentário sobre “Os diferentes relacionamentos conjugais”

  1. Queridos irmãos que escreveram o texto, percebam que essa linha de pensamento em relação ao casamento segue em direção a águas mais profundas. Se a simples prática constante do sexo constitui o casamento, então caminhamos em direção ao reconhecimento da união homoafetiva. É como dizer que a prática constante da mentira a torna verdade! A prática constante do sexo fora da aliança do casamento constitui um pecado nomeado pela Bíblia como fornicação. Percebam na Palavra que sempre que uma aliança é estabelecida, tanto entre homens ou entre Deus e os homens, ela é acompanhada de uma manifestação da vontade de ambos na presença de testemunhas, e isso através de cerimonias ou rituais, sendo atualmente no cartório, na presença de testemunhas, e com a expressão da vontade de ambos por meio da assinatura de ambos. “Por boca de duas ou três testemunhas será confirmada toda a palavra.” 2 Coríntios 13:1. Lembremos as palavras do Senhor Jesus: “Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.
    Mateus 19:6”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.